Nenhum voto em nenhum golpista!

Prezados Parlamentares,

O Diretório Nacional do PT aprovou uma resolução sobre a eleição das mesas diretoras na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. A resolução defende a “democracia e proporcionalidade nos critérios de eleição dos componentes da mesa e no funcionamento do Congresso”, porém, infelizmente, não se posiciona sobre qual a orientação política os deputados do PT devem seguir e deixa aberta a possibilidade de um acordo com os deputados da base de sustentação do governo golpista no Congresso, e a negociação de cargos nas mesas diretoras, em troca do voto em bloco nos candidatos indicados pelo governo golpista de Michel Temer.

Contrários à esta posição, acreditamos que a atuação do Partido dos Trabalhadores no parlamento deve ser pautada pela defesa de uma clara orientação: “Nenhum voto em nenhum golpista!”

Conclamamos às Senhoras, os Senhores, deputadas, deputados, senadoras e senadores do PT a ouvirem os que lutaram por sua eleição e se posicionem contra votar em qualquer parlamentar golpista, seja para a presidência da Câmara, seja para o Senado, mesmo que isso sacrifique nossa presença nas mesas diretoras.

O PT precisa construir a unidade em uma clara posição em todos os terrenos, incluindo o parlamento, contrária ao governo ilegítimo e o congresso de maioria golpistas.

O Partido dos Trabalhadores precisa liderar coeso este processo, sem titubeios e nem posições ambíguas que só prejudicam a atuação dos militantes na base e a reconstrução do partido na luta pelos direitos dos trabalhadores contra a ofensiva da elite conservadora que está assolando as conquistas do povo trabalhador.

Esperamos contar com seu apoio se posicionando contra a votação nos deputados golpistas para a presidência e mesa do Congresso, sendo assim coerente com a defesa dos interesses dos trabalhadores.

#ComGolpistasNaoDa #NaoAConciliacao #ForaTemer

13 comentários sobre “Nenhum voto em nenhum golpista!

  1. É isto: nenhum voto em golpista. Se são todos contra o povo, o povo é contra eles e os deputados que votam em golpistas, não são dignos representantes dos eleitores de seus Estados, nem os Senadores também são dignos da representação dos respectivos Estados.

    Curtir

  2. Quem sustenta o PT são seus militantes fiéis que acreditam na história de luta da classe trabalhadora, portanto somos contra qualquer forma de conciliação e negociação com partidos que estiveram na trama para desferir o golpe contra nós e nossos direitos. Não aceitaremos os acordos que parte a cúpula que representa esse partido se aliem aos golpistas, eles não nos representam, tão pouco defenderão nossos direitos, pois as suas lutas não passam de defender seus próprios interesses. Xô aos oportunistas que afirmam serem petistas.

    Curtir

  3. A entrevista foi ótima, o Ricardo Galhardo levantou todos os pontos que estão sendo discutidos, todos. Por esse aprofundamento da discussão e sensibilidade ao pensamento e sentimento da militância petista, eu diria que ele é mais “companheiro” que os deputados petistas que admitem a possibilidade de votar em golpista. Só o Diretório Nacional com sua malfadada resolução está acreditando que golpista vai cumprir algum acordo, só ele. Ninguém mais. Quanto ao voto do PSDB no PT para Presidência da Câmara, no passado, não tem qualquer relação com essa eleição, principalmente porque o PSDB votou porque confiou e não se decepcionou e também não estava lidando com golpistas, eles conheciam as práticas democráticas do PT. Agora, o acordo seria do golpeado com os golpistas, confiar como? Como eu já tinha postado, tem muito golpista de saco cheio das atitudes do golpista mor Michel Temer, que está desgovernando o Brasil com Medidas Provisórias, dando assim outro golpe nos próprios golpistas. A votação é secreta (não deveria ser mas é), então é hora do PT ousar e dar a volta por cima, lançando candidatura própria ou compondo com a esquerda e buscar os votos dos descontentes, pois eles sabem como foi o procedimento do PT no parlamento e do Executivo com relação ao parlamento nos governos Lula e Dilma. Quanto à ocupação da mesa, que é direito, não se deve abrir mão, mas sem acordo, sem voto em golpista. Se estamos lidando com golpistas, como confiar? e se não dá pra confiar, pra quê votar? Não é assim que se une um partido, pois não há coerência. O meu raciocínio lógico diz que é mais fácil os golpistas descontentes (por ser voto secreto) ajudarem a eleger um candidato de esquerda, que um golpista contente com o governo, cumprir algum acordo. Nenhum acordo ou voto em golpista.

    Curtir

  4. Tenho minha opiniao o campo pilitico do pt nessa conjutura esta muito complicada devemos analizar a conjutura polirica. Com muita cautela logico q nao devemos votar em nem um golpista. Nosso pt tem q retomar as base se algum deputado ou senador do pt votar nos golpista.esta rachando com os mitante e com o pt.

    Curtir

  5. UM partido de base como o Partido dos Trabalhadores, chegou ao poder central e, quando pode, mostrou a que veio.. Foi duramente golpeado pelos interesses escusos dessa triste e lamentável oposição. O que o partido conquistou foi através de muita luta de sua militância e nunca dependeu de cargo em mesa diretora. Não devem os parlamentares petistas darem qualquer apoio a candidatos oposicionistas e golpista na eleição da mesa diretora. Vamos para as bases! Chega de golpe e desfaçatez!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s