DAP contra a reforma administrativa em SP

O grupo de base do DAP de servidores e médicos de São Paulo reuniu-se no dia 21 de setembro para tratar da luta contra a reforma administrativa (PEC 32), que deve ir à votação na Câmara dos Deputados nos próximos dias. A reunião, aberta, teve a presença de vários convidados. Foram adotadas propostas de luta contra a PEC 32 e a participação nos atos Fora Bolsonaro do próximo dia 02.

A reunião foi aberta e vários convidados participaram. O deputado federal Alencar (PT de Guarulhos/SP) relatou que as últimas manifestações dos servidores tiveram grande impacto sobre os parlamentares. Disse ainda que se a votação tivesse acontecido naquele mesmo dia, como estava previsto, o projeto teria sido derrotado.

Nicinha Lopes, presidenta da Fetam e diretora do Sindsel ( Servidores de Limeira/SP), ressaltou a importância das mobilizações e de se ampliar as atividades. Sergio Antiqueira, presidente do Sindsep (municipais de São Paulo) e coordenador do macrossetor dos serviços públicos da CUT-SP, terceiro convidado, avaliou o impacto das ações e já propôs manter atividades conjuntamente na frente dos gabinetes e escritórios dos deputados de São Paulo nesta semana. Relembrou que o movimento de greve de 2017 conseguiu barrar a reforma da Previdência naquele ano.

Vlamir Lima, da Confetam e do Sindsep, também membro do DAP, defendeu que a mobilização deve ser mantida e ampliada, visto que a PEC 32 pode ser votada até quinta desta semana. Propôs também aderir às manifestações do dia 2 de outubro pelo Fora Bolsonaro.

Outros militantes propuseram calendário de panfletagens, reuniões em local de trabalho, ações em frente aos escritórios dos deputados em São Paulo e participação no Ato Fora Bolsonaro dia 2 de outubro. Todos esses encaminhamentos foram adotados pela reunião.

user

Diálogo e Ação Petista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami