Encontro do DAP Bahia é “injeção de ânimo na veia”

No calor do sertão baiano, em Feira de Santana, em meio ao suor e lágrimas dos mais de 150 presentes de cerca de 20 municípios, aconteceu o vitorioso Encontro Estadual do Diálogo e Ação Petista na Bahia no último dia 04. Dirigentes partidários e sindicais, de movimentos sociais, da juventude e militantes compareceram para debater a conjuntura e organizar a resistência para derrotar as medidas cruéis do governo Bolsonaro, lambe botas de Trump.

Mesa de abertura

Com a presença pujante do advogado de Lula, Luiz Eduardo Greenhalgh do Comitê Nacional do Dap, que esteve em Salvador no dia anterior, compuseram a mesa: do PT Estadual, o presidente Everaldo Anunciação e o Secretário de Formação Política, Paulo Riela; os dirigentes da Executiva Municipal do PT de Feira de Santana representados pela presidenta Ivanide Santa Bárbara, o vice Gerinaldo Costa, e a Secretária Geral Vera Carneiro, que coordenaram a atividade.

foto da mesa de abertura
Da esquerda para a direita: Gerinaldo Costa (Vice PT Feira), Rosival Leite (Fetraf CUT), Paulo Riela (Sec. Formação PT BA), Jaime (2º vice PT Feira), Rodrigo Lantyer (Juv. Revolução PT), Luiz Eduardo Greenhalgh (Adv. de Lula e Comitê Nacional DAP), Everaldo Anunciação (pres. PT BA), Hildete Farias (Sec. Mulheres PT Feira), Paulo Leite (Vereador Amargosa)

Parlamentares e dirigentes presentes

Parlamentares como o deputado federal e pré-candidato a prefeitura Zé Neto, o mandato do deputado estadual Jacó e o vereador de Amargosa, Paulo Leite; a dirigente da Executiva Nacional da CUT, Elisangela Araújo e o coordenador da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Bahia (FETRAF/CUT), Rosival Leite e, representante dos jovens petistas, Rodrigo Lantyer, da Juventude Revolução do PT.

A abertura

A abertura ocorreu ao som da flauta da pequena Maria Eduarda. Ela em seguida leu uma carta a Lula que dizia “você é especial, eu já escuto seus sinais” e do vigor da fala do trabalhador rural Manoel – “nossa irmão tá lá (preso), Lula é da nação” -, aconteceu um vivo debate.

O debate

Gileida (PT de Santa Luz) destacou a importância do encontro para a militância do partido. Cláudio Felix (executiva PT de Vitória da Conquista) ressaltou que “nossa luta é a mesma do povo venezuelano pela soberania e contra ingerência do imperialismo”.

Janeide (docente da Universidade Estadual da Bahia – UNEB) questionou a posição do governo estadual frente aos docentes em greve reivindicando recomposição salarial: “como é que o governo Rui Costa do PT corta salário de grevista e não negocia? Não pode!”. Tem razão! Inclusive o presidente Everaldo ratificou a posição do partido que é “negociar e dialogar com os servidores” e disse “não concordamos com o corte”.

“como é que o governo Rui Costa do PT corta salário de grevista e não negocia? Não pode!”

Janeide, docente da UNEB

Organização e finanças

Na sessão da tarde cada grupo de base falou da organização e das finanças, algo bastante reforçado por Daiane (Comitê Estadual e da executiva do PT de Feira) “temos que manter a arrecadação mensal dos grupos, pois garante nossos materiais e viagens, é nossa independência”. Tá certíssima: já dizia o manifesto de fundação do partido: “O PT nasceu da vontade de independência política dos trabalhadores”.

Atividades na base e eleições 2020

Em seguida, ouviu-se o relato das iniciativas nos municípios como participação em atos, panfletagens em feiras, debates em bairros, filiações, e outras. As eleições 2020 também foram discutidas com ênfase na construção de candidaturas próprias do PT para prefeito e de vereadores na defesa dos direitos e da democracia.

“Encontrei meu lugar no PT”

Thiago, professor da rede estadual, revelou sua alegria na sua primeira reunião do DAP, dizendo “encontrei meu lugar no PT”. O sentimento expresso por Thiago era também de muitos outros presentes par organizar a luta.

Organizar a resistência

Organizar essa resistência foi o centro do debate, afinal é preciso lutar contra as medidas desse novo regime autoritário e de crise que quer destruir previdência e está empurrando o país para o buraco da recessão.

A crise é mais evidente na juventude, como destacou o jovem Rodrigo (da JR do PT): “mais de 27% dos jovens estão desempregados, querem destruir a educação e aposentadoria. Não vamos deixar, é hora de resistir!”.

“Luta contra esse governo”

Esse chamado à luta fez Edenice Santana (movimento negro) “é muito importante que o DAP faça esse ajuntamento na luta contra esse governo (Bolsonaro) e, arrematou Elisangela (CUT) “vamos parar o país na greve geral dia 14 de junho contra a Reforma da Previdência”.

“vamos parar o país na greve geral 14 de junho contra a Reforma da Previdência”.

Elisangela, da CUT Nacional

“A prisão de Lula é uma grande farsa”

Luiz Eduardo Greenhalgh detalhou o processo judicial que condenou e prendeu injustamente Lula, afirmando sem titubear “a prisão de Lula é uma grande farsa do judiciário tramada pelo Departamento de Justiça dos EUA”. Greenhalgh destacou que o interesse do imperialismo é o petróleo e as riquezas brasileiras que esse governo está entregando de bandeja e atacando os direitos. Ele afirmou que é importante o partido tirar as lições, pois “a cabeça pensa onde o pé pisa, o uso do cachimbo deixou a boca torta. Andou-se muito em palácios e deixou-se de pisar nas fábricas, bairros, etc.”. Para Greenhalgh não devemos confiar no judiciário, “temos que confiar em nossa força, em nosso músculo”, pois só “a massa na rua” que vai mudar a correlação de forças – “nada será como antes, a luta só começou”, concluiu Greenhalgh.

O companheiro Greenhalgh encerrou afirmando que o DAP se dispõe prosseguir na linha de frente da luta, fazendo um chamado a todo partido “o PT tem que estar unido! Tem que parar de contar garrafinhas no 7º Congresso. Unidade no PT é o centro! O PT é a melhor coisa que a classe trabalhadora fez nesse país”!

“o PT tem que estar unido! Tem que parar de contar garrafinhas no 7º Congresso. Unidade no PT é o centro! O PT é a melhor coisa que a classe trabalhadora fez nesse país”!

Luis Eduardo Greenhalgh

Injeção de ânimo na veia!

O encontro foi uma injeção de animo na veia da militância e um ponto de apoio pra luta. O novo Comitê Estadual eleito, juntamente com os grupos de base, decidiram ampliar as reuniões de volta para ajudar a montar banquinhas com abaixo assinado contra reforma da previdência, ampliando assim a preparação da greve geral. E nessa luta, acelerar a campanha de filiação ao PT. Esse é o caminho para massificar a campanha Lula livre. Como escrito numa camisa assinada por diversas pessoas para entregar de lembrança ao Lula: “nós somos resistência”!

Final do encontro estadual do DAP-BA
Ao final do Encontro Estadual

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: