Sobre a escolha do candidato do PT à prefeitura de SP

A coordenação do DAP da capital paulista publicou hoje (23) uma contundente nota em defesa da escolha do candidato a prefeito de São Paulo, diante da imprevista pandemia da covid-19 que impôs o cancelamento das prévias marcadas. Leia a nota na íntegra.

“A coordenação municipal do DAP São Paulo está junto com esses companheiros e espera que esse Diretório Municipal decida quem será o candidato do Partido em 2020”.

Coordenação Municipal do DAP São Paulo

Posição do DAP Capital sobre a escolha do candidato do PT à prefeitura de SP

Os delegados, presentes no Congresso dos Zonais do PT São Paulo, em 2019, decidiram por uma candidatura própria para as eleições de 2020. Desde então, 6 candidatos e 1 candidata se inscreveram e foi organizada, pela direção municipal do Partido, o processo de prévias para a escolha, precedida de debates.

Até que a situação de pandemia do COVID-19 obrigou o Diretório Municipal de São Paulo a suspender o processo e colocar o mês de abril como limite para escolha do nosso candidato.

Por decisão da Executiva Nacional do PT, inclusive porque esse problema não é exclusivo de São Paulo, pela necessidade de distanciamento social, nas cidades com mais de 100 mil habitantes a escolha será feita através dos membros da direção municipal do Partido.

Alguns companheiros têm questionado essa decisão apresentando propostas de substituir a responsabilidade da Direção Municipal, eleita pelos filiados de forma presencial em novembro de 2019, por uma “prévia online”. O argumento é que essa forma de escolha seria mais democrática.

Poderíamos até discutir sob essa ótica, caso os filiados do partido tivessem como acessar a votação de forma igual. Mas, a realidade se impõe. Fazer “prévias virtuais” hoje significa excluir da decisão os que não tem acesso a um computador ou celular e ou aqueles que não tem acesso a sinal de internet de forma contínua. Significa excluir os mesmos que hoje não conseguem usar os malditos aplicativos para receber o auxílio emergencial, os mesmos que não conseguem acompanhar a famigerada EAD dos governos Covas e Doria. Enfim, os mesmos que são excluídos pelo Estado agora seriam excluídos também pelo PT, caso fosse dado aos petistas com melhores condições econômicas e de acesso à tecnologia o poder de decisão de quem vamos querer que governe a nossa cidade para aplicar as políticas que são tão caras às nossas periferias.

E essa decisão é urgente, pois urgente é ter um candidato do PT que enfrente o governo Bolsonaro e suas medidas, ao mesmo tempo que apresente propostas para a cidade neste momento tão difícil, onde Covas e Dória – que atacaram por anos a fio os serviços públicos, cinicamente querem dominar o cenário político.

Os petistas esperam do Partido uma saída para a catástrofe que se anuncia. Esperam que os dirigentes municipais, que eles elegeram – votando no PED há menos de seis meses – assumam a responsabilidade para a qual foram eleitos e dirijam o partido nesse momento tão difícil.

A coordenação municipal do DAP São Paulo está junto com esses companheiros e espera que esse Diretório Municipal decida quem será o candidato do Partido em 2020.

Coordenação Municipal do DAP São Paulo

Um comentário em “Sobre a escolha do candidato do PT à prefeitura de SP

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: