Salvador: definida a candidata, agora é avançar o programa!

O PT municipal escolheu Denice Santiago como candidata a prefeitura de Salvador/BA no Encontro Municipal virtual de 26 de abril. O DAP municipal publica texto onde “reapresenta aqui propostas para integrar o programa que está sendo construído em diálogo com zonais. Alguns pontos, inclusive, já aprovadas no Diretório Municipal, como o passe livre estudantil e a criação de empresa pública de transporte”. Leia a carta completa.


Logo do DAP

Aprovada candidatura do PT, mas falta programa político concreto

O Encontro Municipal do PT de Salvador (26/04) elegeu a candidata do PT à prefeitura. Denice Santiago obteve 32 votos, Juca Ferreira ficou com 7 votos e Vilma Reis, 6 votos. O DAP votou na companheira Vilma Reis, única que defendeu pontos da plataforma apresentada por nós.

Foi um ponto negativo, no entanto, o descumprimento do consenso na comissão de sistematização (Avante, DS, EPS, PT de Todas as Lutas, DAP e Esquerda Unida) para integrar contribuições ao texto encaminhado pelo DAP, dentro do prazo, e estabelecer a metodologia de votação das divergências no Encontro. Estranhamente, a mesa coordenada pelo presidente Ademário colocou em votação um texto que os delegados não conheciam. Para piorar, nem sequer foi permitido votar emendas ao texto aprovado. A condução atropelada é incompatível com o que defendeu o presidente no PED. Surpreendeu a mudança brusca.

O Encontro aprovou uma candidatura do partido, mas não adotou um programa político concreto que dialogue com as reivindicações mais urgentes da maioria negra e do povo trabalhador. Para contribuir, o DAP reapresenta aqui propostas para integrar o programa que está sendo construído em diálogo com zonais. Alguns pontos, inclusive, já aprovadas no Diretório Municipal, como o passe livre estudantil e a criação de empresa pública de transporte:

  • Defender a aposentadoria pública e solidária: revogar a Reforma da Previdência de ACM Neto, que taxa aposentados e aumenta idade mínima.
  • Renegociar a dívida do município sem retirar direitos dos servidores, nem privatizar empresas públicas.
  • Estabelecer o IPTU progressivo: ampliar isenções à população de baixa renda e taxar ricos e grandes empresas.
  • Reduzir isenções e cobrar dívida das grandes empresas para ampliar receita e financiar os serviços públicos, sobretudo para enfrentar a pandemia e suas consequencias.
  • Concretizar programas: emprego, sobretudo para juventude, moradias populares, espaços públicos de esporte e lazer, contenção de encostas.
  • Ampliar postos de saúde, maior acesso à atenção básica na cidade.
  • Ampliar a política para as mulheres com a construção e acesso às creches públicas; trabalho igual, salário igual.
  • Valorizar servidores públicos: mesas de negociação, reposição e reajuste salarial e melhores condições de trabalho.
  • Defesa da escola pública: não à militarização e fechamento de escolas.
  • Defesa do serviço público: não à privatização, Parcerias público-privadas e Organizações sociais na saúde, educação, etc. Mais concursos públicos.

Política de Alianças

A resolução de alianças aprovada foi genérica. Diz que o “o PT deve liderar a resistência contra o bolsonarismo, defender o legado e buscar conquistas sociais”. Mas não cita os partidos que dialogaríamos para a composição da chapa majoritária, deixando a questão para outra reunião do Diretório.

O DAP considera que esta composição deve ser com “partidos como PCdoB e PSOL e também setores populares do PSB, PDT e outros”, seguindo a orientação do 7° congresso do PT.

A Executiva Estadual orienta alianças com “partidos de esquerda e da base aliada ao governo Rui”. Mas como é possível confiar na tal base aliada quando votam no Congresso Nacional contra os direitos e conquistas? Como é possível confiar no PP de Maluf e Leão, no PSD de Kassab e Otto Alencar que negociam apoio em troca de cargos com Bolsonaro neste momento? Impossível!

Votar PT para defender o povo e derrotar ACM Neto, aliado de Bolsonaro!

Para o PT construir a vitória em Salvador, é necessário um programa concreto e que nosso governador ajude, colando a imagem do prefeito e seu pré-candidato, Bruno Reis, à imagem do “coveiro da nação” que continua escalada autoritária empurrando o país ao caos, desemprego e fome. Chega! Nem mais um dia! Fim do governo Bolsonaro! Enquanto o coronavírus avança, essa corja na prefeitura aprova a reforma da previdência, corta salário de professores e permite casas desabarem com chuvas. Não há colaboração possível com o carlismo e seus comparsas de ontem e de hoje!

É tempo de seguir na resistência. Mobilizar nossa militância que é a força motriz do partido para levar a candidatura petista em cada bairro, rua, beco ou viela! Vamos ganhar Salvador para a maioria negra da periferia e o povo trabalhador!

Diálogo e Ação Petista
Salvador, Bahia

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: