Eleições 2020: compromissos do Diálogo e Ação Petista

Compromissos do Diálogo e Ação Petista nas eleições municipais. “O DAP recomenda aos seus integrantes, apoiadores, e às candidaturas que apoiaremos, a destacarmos nas campanhas eleitorais” alguns compromissos. Publicamos neste dia 13. Confira.

Logo do DAP

Eleições 2020: compromissos do Diálogo e Ação Petista

Aproximam-se as eleições de 2020, o povo brasileiro vai escolher novos prefeitos e vereadores. As eleições ocorrem em meio à tragédia sanitária, econômica e social, com cerca de cem mil mortos, milhões de trabalhadores no desemprego, ou com salários e direitos diminuídos. A participação do PT nessas eleições será decisiva na luta contra esta situação e para retomar a caminhada democrática e popular que vínhamos construindo no País e que foi interrompida pelos golpes desferidos contra Dilma – o impeachment, Lula – pela prisão ilegal, pela condenação sem provas e pela proibição arbitrária de sua candidatura – e a tentativa de cerco e aniquilamento do nosso partido.

O DAP, como se sabe, é um movimento interno ao nosso partido, com certas características peculiares sempre no sentido de proclamar e defender o socialismo, os trabalhadores do campo e da cidade e conferir maior peso à militância de base, aos núcleos partidários e às decisões coletivas.
Diante disso, para a conjuntura eleitoral que se aproxima, o DAP recomenda aos seus integrantes, apoiadores, e às candidaturas que apoiaremos a destacarmos nas campanhas eleitorais:

Plenos direitos políticos para Lula

A campanha eleitoral deve ser um instrumento de defesa de Lula e de denúncia das ilegalidades e arbitrariedades que foram feitas contra ele pelo ex-Juiz e ex-Ministro de Bolsonaro Sergio Moro e pelos Procuradores da Força Tarefa da Lava Jato.

Fim do governo Bolsonaro

A campanha eleitoral deve ser nacionalizada, significando ser um instrumento de luta contra o governo entreguista e miliciano de Bolsonaro visando o seu fim, com eleições para presidente, abrindo a discussão de uma Assembleia Constituinte.

Combate aos ataques contra o PT

A campanha eleitoral deve ser um instrumento de defesa de nosso partido. De seus símbolos – estrela e bandeira, de suas cores – vermelha e branca, sempre consignadas, com realce, nas propagandas dos candidatos por nós apoiados.

A campanha eleitoral deve ser um instrumento de organização partidária, com a formação de núcleos do PT para depois do processo eleitoral.

As propostas de ação municipal

A campanha eleitoral deve ser um momento de luta pela realização das principais carências populares nos municípios, de defesa e ampliação dos serviços públicos, principalmente, saúde, educação, transporte, saneamento, etc… Com a defesa, pelos(as) nossos candidatos(as), de propostas de solução e compromissos de luta com esses temas, que vão após o pleito eleitoral, pois prosseguirá nosso combate para que o Estado seja capaz de suprir as necessidades do povo.

No caso dos municípios, conforme a situação de cada um, com seu financiamento com medidas como a prorrogação da suspensão da dívida com a União, a revisão das isenções fiscas, a taxação progressiva do IPTU etc.

Por fim, reafirmamos o compromisso do DAP na questão das alianças com o que foi decidido no 7º Congresso Nacional do PT, uma política de alianças democrática anti-imperialista, com PCdoB, PSOL e setores populares do PDT, do PSB e outros.

No processo eleitoral continuaremos a defender o debate fraterno e o diálogo com todas as correntes internas do PT, a unidade partidária. Essa é a chave para o fortalecimento do nosso partido e a vitória eleitoral.

06 de agosto de 2020
PT, Saudações!

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: