Rússia: Liberdade já para Igor Kuznetsov e seus camaradas

Recebemos um apelo conjunto de nossos camaradas da Federação Russa e da Ucrânia contra a repressão a Igor Kuznetsov e seus camaradas. Vocês encontrarão todas as informações no apelo (abaixo) dos nossos camaradas. Solicitamos que tornem este apelo amplamente conhecido.

Pedimos que enviem mensagens à embaixada russa no seu país, exigindo a libertação de Kuznetsov e dos seus camaradas e o fim de todos os procedimentos legais contra eles.

Acordo Internacional dos Trabalhadores e Povos – AcIT

10 de dezembro de 2021


APELO ao Acordo Internacional dos Trabalhadores e Povos

Nosso camarada Igor Kuznetsov, líder sindical e jornalista, foi preso em 16 de setembro de 2021 na cidade siberiana de Tomsk, onde mora, e levado para Moscou, onde duas investigações criminais foram iniciadas contra ele. Ele pode pegar até 10 anos de prisão. Outras 15 pessoas de 7 cidades russas enfrentam as mesmas acusações e a mesma sentença.

As razões para essas e outras ações judiciais contra oponentes são as seguintes:

Na Rússia, a distância entre os mais ricos e os mais pobres está se ampliando como um abismo (o coeficiente chega a 13,5 em 2021); entre a capital-metrópole Moscou e o resto do país, a burguesia dominante se enriquece de uma forma sem precedentes, mantendo os salários dos trabalhadores muito baixos, as pensões e saqueando os recursos naturais.

Para continuar este saqueio do povo e por medo da explosão social iminente, a burguesia russa restringiu ainda mais a liberdade de expressão e de reunião nos últimos anos: blogueiros estão sendo multados pesadamente por suas publicações em redes sociais criticando as ações de funcionários corruptos, bastões de polícia, choques elétricos e prisões de participantes em protestos pacíficos, comícios, incluindo até mesmo indivíduos em piquetes individuais, numerosas publicações falsas, organizações públicas e cidadãos dissidentes foram declarados “agentes estrangeiros”; sindicatos independentes de trabalhadores, médicos e professores são constantemente confrontados com a obstrução de suas atividades estatutárias. Aqueles que são capazes de compreender e explicar aos outros a essência de classe dos eventos e de organizar a luta dos trabalhadores por seus direitos estão sob pressão particularmente forte.

Quem é Igor Kouznetsov? Ele tem 57 anos, antes de sua prisão trabalhava como mecânico no Tomsk MedicalCollege. Ele é :

Igor Kuznetsov e seus camaradas são acusados de “incitar a desordem em massa” nos termos do artigo 212. 1.1 do Código Penal da Federação Russa. Ao mesmo tempo, jovens foram presos em diferentes cidades em 16 de setembro de 2021: Dmitry Chebanov, Zhanna Chernova, Nikita Kreshchuk, Alexey Kurlov, Maria Platonova, Vyacheslav Abramov, Alexey Yanochkin, Dmitry Lamanov.

Eles discutiram “O que fazer!” para as próximas eleições para a Duma Estatal de 17 a 19 de setembro de 2021, possíveis manifestações pacíficas caso haja falsificação dos resultados pelo partido no poder, Rússia Unida. Durante estas eleições, foram registradas muitas violações dos direitos eleitorais dos cidadãos, sabia-se exatamente como o partido no poder roubou os votos de muitos cidadãos. Mas não houve tumultos.

Igor Kuznetsov, ainda no centro de detenção na cidade de Tomsk, disse: “Atuei exclusivamente como jornalista no âmbito da missão editorial da RusNews, cujo objetivo era obter informações exclusivas sobre a cobertura das manifestações de protesto. Não desenvolvi nenhuma atividade organizacional, não publiquei nenhum recurso. Considero todos os que foram presos comigo neste caso, em todo o país, pessoas extremamente honestas que não aceitam a violência de qualquer forma. Eles se distinguem por uma atitude tolerante em relação às opiniões dos outros. Nego a ideia da existência de um provocador neste grupo constituído. Apelo ao público para que reconheça todos os detidos como prisioneiros de consciência.”

Suspeitamos que foi por causa da posição firme de Igor que um segundo processo criminal foi aberto contra ele pelo Serviço de Segurança Federal Russo (FSB) nos termos do Artigo 282.1. A Parte 2 é associada ao grupo supostamente extremista “Resistência de Esquerda”.

Sergey Kirsanov, Kirill Kotov, Alena Krylova e Andrey Romanov também foram acusados pelos mesmos motivos. E contra a jovem ativista Daria Polyudova, já condenada em 2021 ao abrigo de outro artigo, foi aberto um processo por criação de um grupo extremista (parte 1 do artigo 282.1 do Código Penal da Federação Russa). Daria realmente criou o movimento público de “Resistência de Esquerda” em 2017 como uma alternativa ao oportunista Partido Comunista da Federação Russa, e os ativistas chamaram seu objetivo de “defender ideias comunistas reais”.

Igor Kuznetsov sublinhou em seus discursos: “Com meus amigos, represento o movimento de protesto pacífico. Usamos exclusivamente meios pacíficos para promover nossos pontos de vista. É a divulgação de nossas visões, uma descrição do que está acontecendo no mundo e análises. “

Em 2019, ele e seus camaradas foram a piquetes individuais permitidos por lei com inscrições em cartazes expressando sua posição sobre os ataques sociais e políticos que as pessoas estão sofrendo, mas a polícia os prendeu à força e os manteve presos. Ilegal, enquanto os tribunais , também contrário à lei, multou Igor Kuznetsov e seus companheiros. Uma investigação criminal foi aberta: a natureza dos fatos pelos quais foram multados foi reclassificada: os piquetes foram declarados como visando desacreditar as autoridades e provocar confrontos com a polícia. De forma tão absurda, o caráter supostamente extremista da “Resistência de Esquerda” se justifica para abrir um segundo processo criminal contra Igor Kuznetsov e outros ativistas, na verdade inocentes.

Por que é importante defender rápida e conjuntamente Igor Kuznetsov e seus companheiros?

O atual regime russo é o herdeiro do sistema totalitário stalinista e opera de acordo com seus métodos. Em centros de detenção e penitenciários de toda a Rússia existe um sistema de tortura, recentemente exposto por ativistas de direitos humanos de Gulagu-net.ru, que publicaram e, com a ajuda de jornalistas de diferentes países, mostraram ao mundo gravações em vídeo de torturas monstruosas, gravadas pelos próprios trabalhadores prisionais russos. Mas esse sistema ainda está longe de quebrar. A partir das publicações do Gulagu-net, sabe-se que no centro de detenção de Moscou nº 5, onde está atualmente localizado Igor Kuznetsov, havia câmaras de tortura não oficiais, onde alguns réus espancavam outros réus. Para obrigá-los a depor e a extrair provas deles para fins de investigação, inclusive para fins de dinheiro.

Dada a dependência quase total dos tribunais russos e da acusação das autoridades, nossos camaradas só podem ser protegidos da tortura durante a investigação pela mais ampla publicidade possível na imprensa, principalmente na imprensa estrangeira, e por pedidos de libertação.

Agora é um momento decisivo para o movimento de oposição na Rússia. O processo criminal contra a “Resistência de Esquerda” abre uma nova rodada de repressão – com o objetivo de esmagar as organizações de esquerda que foram criadas como uma alternativa ao oportunista Partido Comunista da Federação Russa, liderado por Ziouganov e com isso .Faz parte do regime atual. Portanto, a defesa de Igor Kuznetsov e seus camaradas é a defesa do atual e futuro movimento socialista dos trabalhadores na Rússia.

Caros amigos !

Pedimos que lancem uma campanha internacional em seu apoio, para cobrir este assunto na imprensa, organizar ações de solidariedade e enviar apelos às embaixadas russas para exigir a libertação de Igor Kuznetsov e seus camaradas.

Grupo de Trabalhadores da Federação Russa e Ucrânia

8 de dezembro de 2021

Quem é Igor Kouznetsov?

– Líder sindical e organizador do movimento operário, nos anos 1990 tornou-se secretário da Confederação Siberiana do Trabalho. Ele viajou por todo o país e encontrou trabalhadores e comitês de greve, bem como membros do movimento dos trabalhadores no Cazaquistão, ele criou laços de solidariedade entre eles. Ele participou da terceira onda da “guerra ferroviária” dos mineiros de Kuzbass. Participou na organização de ramos do sindicato independente “Protection” em Anzhero-Sudzhensk, em Samara na fábrica da fábrica de chocolate Rossiya e em Syzran;

– Ativista de direitos humanos desde a década de 1980, no centro de detenção preventiva de Tomsk, onde está detido, defendeu um colega de cela que foi espancado durante o interrogatório. E em cartas do centro de detenção preventiva de Moscou, ele propôs a criação da União de Prisioneiros Políticos da Rússia;

– Marxista e anti-Stalinista, divulga as ideias do socialismo científico de Marx, Engels e Lenin e mostra como o regime stalinista destruiu o partido leninista e os genuínos Sovietes de outubro de 1917;

– Um militante antiimperialista, um lutador pelos direitos das regiões e povos da Rússia. Ele se opõe à política colonial de Moscou vis-à-vis a Sibéria e outras regiões, para que a Rússia se torne uma verdadeira federação e cesse sua política expansiva vis-à-vis os povos irmãos vizinhos;

– Um crítico ferrenho do regime atual e dos pseudo-esquerdistas, social-chauvinistas, que, alegadamente por patriotismo, concordam em chegar a um acordo com a burguesia russa;

– Um poderoso analista marxista que estuda os processos em curso no mundo, as perspectivas e as modalidades de participação dos trabalhadores russos e de esquerda no movimento operário internacional, discute-os em suas páginas na Internet;

– Um jornalista talentoso que cobriu conflitos sociais agudos e ações de protesto dos trabalhadores em seus blogs e para a publicação RusNews.

– Ativista dos direitos civis. Igor foi regularmente a piquetes de solidariedade: com manifestantes em Khabarovsk, participantes em manifestações bielorrussas, com médicos em greve de Anzhero-Sudzhensk, com ambientalistas, em defesa de cada novo prisioneiro político. Hoje ele foi pego nas pedras do moinho da máquina repressiva. Ele precisa de nossa proteção.

user

Diálogo e Ação Petista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *